segunda-feira, 22 julho, 2024
segunda-feira, 22 julho, 2024

Baixo consumo de água pode aumentar risco de diabetes tipo 2

Em

O Atlas do Diabetes da Federação Internacional de Diabetes (IDF) aponta que o Brasil é o 5º país com maior incidência de diabetes no mundo, com 16,8 milhões de pessoas entre 20 e 79 anos. Até 2045, o número deve chegar em 26 milhões de pacientes¹. Considerada um problema de saúde pública, os números chamam a atenção para a doença , especialmente durante o mês de novembro, mês que reforça a importância da prevenção e do cuidado do diabetes.

Bebidas açucaradas ou adoçadas artificialmente estão associadas a maiores índices de diabetes tipo 2, além de outras doenças crônicas não transmissíveis, como problemas cardiovasculares, renais e hepáticos. Estudos publicados em 2018 no European Journal of Nutrition mostraram que crianças, adolescentes e adultos consomem entre 434mL a 600mL desse tipo de bebida por dia. Ao passo que, o consumo de água, oscila entre 455ml a 756mL.²,³

Apesar do crescimento alarmante do diabetes, especialmente o tipo 2, em todo o mundo, uma medida simples que pode ajudar a diminuir o risco da doença é beber água. Evidências científicas revelam que o baixo consumo de água pode afetar a quantidade do hormônio arginina vasopressina (AVP), fundamental para a manutenção do equilíbrio de fluidos e do tônus ​​vascular e que está associado com a incidência de diabetes tipo 2.4

“Podemos medir a quantidade de AVP por meio da copeptina, que é um marcador que demostra a quantidade de AVP no corpo. Estudos tem demonstrado que quanto maior a concentração de copeptina, mais risco de adquirir diabetes a pessoa tem”, explica Ana Maba, gerente de Ciência e Nutrição da Danone. “Beber água em quantidades adequadas ajudaria o organismo a produzir o hormônio arginina vasopressina e, isso poderia contribuir para diminuir as chances de surgimento da doença”, completa a especialista.

Além do aumento na ingestão de água, é preciso diminuir o consumo de bebidas açucaradas e adoçadas artificialmente. “Sabemos que para algumas pessoas não é fácil deixar de ingerir esses produtos mas beber água também pode ser algo saboroso e agradar ao paladar. Hoje, há opções no mercado que ajudam o consumidor nessa transição de bebidas açucaradas para água”, diz Ana.

Atenta a esse cenário de saúde, a Danone Brasil oferece, desde 2018, uma linha de bebidas que não levam açúcares e são compostas apenas por água mineral com gás e aroma natural, nos sabores Lemon Squeeze (2 limões), Tropical Fresh (Abacaxi e Hortelã) e Tangerina. “As nossas águas aromatizadas são ótimas opções para substituir as bebidas açucaradas, sendo perfeitas para acompanhar as refeições”, reforça Ana Maba. Além disso, a empresa é detentora da marca de água mineral Bonafont Água Leve, que apresenta diversos formatos para atender as diferentes necessidades do consumidor.

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.