sexta-feira, 12 abril, 2024
sexta-feira, 12 abril, 2024

Casa das Artes reabre com cinco exposições inéditas

Em

Casa das Artes reabre com cinco exposições. Após a temporada do Festival de Jazz, a Casa das Artes reabre para visitação nesta sexta-feira (15/09), a partir das 19h, com cinco propostas expositivas e autorais. A curadoria do espaço insere no circuito artístico da cidade mostras coletivas e individuais, com temáticas urbanas e regionais.

Administrado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, o espaço cultural funciona de terça-feira a domingo, das 15h às 20h, com entrada gratuita e aberta ao público. A Casa das Artes fica localizada em uma das casas mais antigas do Largo de São Sebastião.

Segundo o curador Cristovão Coutinho, o retorno da programação é essencial para a cultura do Amazonas, pois esses espaços podem ser ocupados com várias ações nas artes visuais. “A Casa das Artes objetiva a inclusão da diversidade da produção artística, expondo o segmento cultural e criando acessos para criadores e o público que a visita”, afirma o curador.

Exposições:

Alma Zônia

A Exposição “Alma Zônia” é uma partícula da grandiosa obra da artista visual Tatiana Sobreira, que em tela e escultura, apresenta cores, formas e traços como impressões da vivência na região Amazônica, seja ela pela beleza natural ou alerta em defesa do ambiente e dos povos da floresta. Conhecida por sua trajetória jornalística, Tatiana também utiliza sua obra para comunicar: intensa como a pororoca, inquietante como as chuvas da floresta, impactante como a persistência do fogo.

Devaneio

É uma exposição de arte na qual o conjunto de ilustrações tradicionais feitas no decorrer de cinco anos de pesquisa e aprofundamento técnico do artista Stanley R. exemplifica a procura de um estilo autoral regional contemporâneo, que pode ser aplicado também no graffiti. As ilustrações em aquarela e lápis de cor tradicional e técnicas mistas, deixam explícitas a intensa e minuciosa prática do desenho e estudos de linguagens visuais, feitas integralmente com materiais de arte tradicionais.

Atravessando Cidades

As 19 imagens do fotógrafo Lula Sampaio, fazem parte do seu acervo cotidiano e diário, no ato e fato de “foto.grafar” atravessamentos pelo seu olhar transeunte que invoca o fazer, o sentir das cidades de Manaus (AM) e Tatuí (SP). As cores vivas da urbanidade de uma são o reflexo oposto interiorano em p&b da outra, no entanto, são facetas das vivências de pessoas nos lugares que lhes convém, dito que seu pedaço de mundo é sua realidade mais próxima que se veste de desejos e complexidades sociais e culturais.

Arte, Ruído & Poesia

As artes visuais em sua dimensão sociocultural, se estabelecem como lugar de expressão, questionamento e reflexão. Sobretudo, no cotidiano, torna-se catalisadora de sentidos e afetos esquecidos para o que escapa ao tempo da vida urbana. Nessa perspectiva, os alunos artistas do Núcleo de Artes Visuais do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro apresentam a exposição “Arte, ruído & poesia”, fruto de uma imersão criativa preenchida de pluralidades, que convida o público a perceber a vida a partir da arte.

A Rã Ki Ri

Ao longo de três décadas de existência, a Companhia Teatral A Rã Qi Ri vem realizando projetos inovadores e originais, tanto na elaboração de seus textos quanto na produção de suas peças. Se destacando por suas propostas cenográficas instigantes e intrigantes, diferentes do teatro tradicional. A mostra da Companhia apresenta fotos, textos e outras composições de suas produções nos últimos anos. Modernas, sem perder as raízes, as montagens da companhia circulam pelas diversas formas de arte, sempre valorizando a palavra e os espaços por meio do corpo do ator em relação aos objetos de cena.

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.