sexta-feira, 24 maio, 2024
sexta-feira, 24 maio, 2024

‘Estudos de Literatura do Amazonas’ propõe resgate literário

Em

Um quarto de século após o início de sua escrita, ‘Estudos de Literatura do Amazonas’, de autoria de Tenório Telles e Antônio Paulo Graça, finalmente chega às livrarias. Contemplando cerca de 100 autores que deixaram sua marca nos mais de trezentos anos da história da literatura amazonense, a obra, em suas 700 páginas, é um estudo monumental e fundamental para a cultura do Estado. O que, talvez, explique, em parte, o seu longo período de produção.

“Este livro começou a ser escrito em 1996, a quatro mãos, em coautoria com o professor do curso de letras da Ufam Antônio Paulo Graça, que veio a falecer dois anos depois, quando ainda não tínhamos concluído a obra. Após seu falecimento, larguei o livro, não conseguia mais trabalhar nele”, relembra Tenório Telles, que hoje, entre outras atividades, também ocupa a presidência do Conselho Municipal de Cultura (Concultura).

E assim se passaram vinte anos. O livro permaneceu engavetado de 1998 a 2018 e, Tenório conta, só foi retirado de lá muito por conta da insistência do editor da Valer, Isaac Maciel. “Voltei a trabalhar no livro em 2018, com base nas anotações e no plano que tínhamos feito para elaborar o livro. O que motivou muito a voltar a escrevê-lo foi perceber a necessidade de uma pesquisa que resgatasse a memória literária do Amazonas, sobretudo trazendo para novas gerações a contribuição destes grandes autores”, explicou Tenório.

Complementos

De acordo com ele, apesar do projeto inicial, a versão final do livro acabou ganhando uma expansão, com direito a uma nova pesquisa, que resultou em dois capítulos extras: um sobre a literatura pós-Clube da Madrugada e outro sobre autores contemporâneos, além de complementos sobre a literatura infanto juvenil e sobre a literatura indígena.

Tenório Telles contou ainda que já está trabalhando em uma segunda edição da obra. A ideia, conforme ele, é estudar alguns livros que não foram aprofundados na primeira edição, além de incluir textos sobre autores do teatro e sobre importantes ensaístas do Amazonas, como Anísio Jobim, Djalma Batista, Mário Ypiranga Monteiro, entre outros.

Além da literatura

Concebido com o objetivo de sistematizar a produção literária amazonense, ‘Estudos de Literatura do Amazonas’ é mais do que uma tentativa de estabelecer um cânone das obras mais expressivas produzidas no Estado. É também um arquivo iconográfico da nossa história.

“É um livro abrangente, que começa com Muraida, uma obra escrita por um português que esteve no Amazonas, no século 18, e vai até os jovens autores que surgiram no século 21. Além de abordar os livros e seus autores, a obra também reconstitui aspectos da história regional. É um livro rico em imagens que fornecem todo o contexto histórico e cultural necessário ao leitor”, concluiu o autor.

Lançamento

Um evento de lançamento da obra está previsto nos planos da editora para março deste ano, quando as condições em relação à pandemia estiverem mais favoráveis. O livro, contudo, já pode ser adquirido no site da Valer, no valor promocional de R$ 100.

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.