quarta-feira, 29 maio, 2024
quarta-feira, 29 maio, 2024

Governo e Prefeitura não respondem pedido do Sindicato dos Jornalistas

Em

Em nota enviada à imprensa nesta segunda-feira (25), o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Amazonas (SJP/AM) afirmou que os Governos Estadual e Municipal deixaram de responder a solicitação encaminhada pela entidade sobre demanda oriunda dos profissionais de linha de frente nesta pandemia.

De acordo com a nota, o pedido dizia respeito à inclusão no grupo prioritário para vacinação imediata contra o novo coronavírus.

“Repórteres fotográficos, cinematográficos e de texto, equipes de reportagem, assessores de imprensa de instituições e organizações públicas estão todos os dias expostos ao vírus, com o agravante no Amazonas, com a identificação de cepa mutante,  de serem mais rapidamente contaminados e levar o vírus às famílias. Em recente coletiva à imprensa, ocorrida no auditório da sede da Prefeitura de Manaus, ficou registrada em foto, a aglomeração e o absurdo risco de contaminação dos profissionais”, afirmava a nota assinada pela diretoria do Sindicato.

Ainda segundo o documento, o sindicato diz exigir uma resposta do governador Wilson Lima e do prefeito David Almeida. “O SJP/AM, como entidade representativa dos jornalistas no Amazonas, exige uma resposta aos ofícios 01 (Estado) e 02 (Prefeitura) encaminhados aos respectivos Poderes públicos no último dia 18/01, por meio virtual”.

Por fim, o sindicato ressaltou ainda a missão dos profissionais do jornalismo de bem informar todos os dias a sociedade, exercida  com ética, compromisso com a verdade e visando sempre o interesse coletivo, ajuda a salvar vidas. “Em nome dos jornalistas, o SJPAM  parabeniza os profissionais da Saúde e todos os segmentos sociais envolvidos nesta luta de controle do vírus e em defesa da vida”, concluiu a diretoria do sindicato em nota.

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.