quarta-feira, 29 maio, 2024
quarta-feira, 29 maio, 2024

Pazuello diz que vacinas serão distribuídas nesta segunda (18)

Em

O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou neste domingo (17), durante uma coletiva realizada no Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into), no Rio de Janeiro, que o governo começa nesta segunda (18), a distribuição de vacinas contra a Covid-19 para todos os estados. Ele também previu o início da campanha para quarta-feira

A distribuição, segundo ele, será feita pela FAB a “pontos focais” definidos por cada estado. “Está dado o primeiro passo para o início da maior campanha de vacinação do mundo contra o coronavírus”, afirmou, referindo-se à aprovação da Coronavac e a de Oxford/AstraZeneca pela Anvisa.

“Todas as vacinas produzidas pelo Butantan estão contratadas de forma integral e de forma exclusiva para o Ministério da Saúde e para o PNI, todas, inclusive essa que foi aplicada agora. Isso é uma questão jurídica. Não vou responder agora, porque a Justiça que tem que definir. Como foi feita a entrega sem ter feito a liquidação nos nossos depósitos, para depois para a distribuição para o estado”, afirmou Pazuello.

Pazuello disse que as 6 milhões de doses do Butantan serão distribuídas proporcionalmente aos estados. “Qualquer movimento fora desta linha está em desacordo com a lei”.

Pazuello disse ainda que “é muito provável” que Ministério consiga “coordenar a entrega” após início desta semana das 2 milhões de doses que foram adquiridas pelo Brasil da vacina de Oxford/AstraZeneca feitas pelo Instituto Serum, da Índia.

“Numa conversa ainda em nível diplomático ficou claro que a Índia ia começar sua vacinação no sábado (16) e que seria interessante que essa saída das doses da Índia após o início da vacinação, 1 dia, 2 dias. Hoje é o primeiro dia após o início da vacinação”, afirmou.

Aprovação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou neste domingo (17), por unanimidade, o uso emergencial das vacinas Coronavac e da Universidade de Oxford contra a Covid-19. A reunião que discutiu o tema durou cerca de 5 horas.

Os diretores acompanharam o voto de Meiruze Freitas, relatora dos pedidos. No caso da Coronavac, a diretora condicionou a aprovação à assinatura de termo de compromisso e publicação em “Diário Oficial”.

Depois da aprovação, o governo de São Paulo aplicou a primeira dose da CoronaVac na tarde deste domingo (17).

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.