quarta-feira, 17 abril, 2024
quarta-feira, 17 abril, 2024

Stevia: mitos e verdades sobre o adoçante de origem natural 

Em

Nativa da América do Sul, a stevia é uma planta que pertence à família dos girassóis e suas folhas são naturalmente doces. Por apresentar essa característica, ultimamente ela tem sido utilizada para adoçar alimentos e bebidas que visam a redução de açúcares. 

As folhas contêm mais de 70 glicosídeos de esteviol, nome científico dado ao componente responsável pelo dulçor, e a intensidade pode ser entre 200 e 300 vezes maior que a do açúcar, mas sem aportar as calorias dele. “A stevia é usada há centenas de anos, e hoje, sua aplicação em alimentos e bebidas é respaldada pela ciência”, explica Henrique Ortuno Moreno, especialista de Desenvolvimento de Negócios da Ingredion. 

Ainda de acordo com o especialista, existem atualmente mais de 200 estudos de pesquisa científica que comprovam a segurança dos extratos de stevia, que tem os componentes extraídos e purificados conforme os padrões regulamentares. Por isso, ele lista abaixo cinco mitos e verdades sobre a planta que podem ajudar a decidir na hora de escolher alimentos e bebidas com redução de açúcares. 

1- A stevia é um edulcorante de origem natural: verdade

A stevia é um edulcorante de origem natural. Suas folhas são processadas para que os glicosídeos de esteviol, responsáveis pelo dulçor, possam ser levados até o consumidor final. 

2- A stevia ajuda quem quer reduzir o consumo de açúcar: verdade

Graças a seu dulçor, a stevia tem o poder de adoçar entre 200 e 300 vezes mais que o açúcar, sem aportar calorias. Os adoçantes de stevia não elevam os níveis de açúcar no sangue em humanos, podendo ser utilizada para substituir esse ingrediente em sucos, chás, bolos e outros doces.

A stevia é um edulcorante não nutritivo, ou seja, ela não aporta calorias nem nutrientes às dietas. Por isso, pode ser considerada uma grande aliada para manter o sabor doce e cortar calorias da dieta diária sem afetar seus níveis de açúcar ou de insulina no sangue. Além disso, a stevia é segura para diabéticos e demonstrou não contribuir para o surgimento de cáries dentárias.

3 – A stevia é um adoçante novo: mito

A stevia foi inicialmente comercializada como adoçante no Japão na década de 1970 e até o momento, o extrato da folha de stevia está aprovado para uso em diversas categorias de alimentos e bebidas em mais de 150 países. Está presente nos Estados Unidos, Canadá, Japão, Reino Unido, Alemanha, França, Espanha, Rússia, Austrália, Nova Zelândia, Brasil, México, Argentina, Chile, Colômbia, Índia, China, Malásia e outros. Inclusive, o número de novos países que aprovam o seu uso vem aumentando consideravelmente.

4- A stevia não é doce: mito

Originalmente, as folhas de stevia possuem seu dulçor característico, mas é necessário saber fazer a extração dos componentes que dão dulçor corretamente. Existem mais de 70 glicosídeos de esteviol diferentes em uma única folha e cada um deles confere um perfil de dulçor único aos alimentos adoçados com stevia. 

5- A stevia é uma opção saudável: verdade

Os edulcorantes à base de stevia, cujo aporte calórico é zero, podem ser uma ferramenta valiosa para entregar produtos que aliam saúde e bem-estar. Cada vez mais empresas de alimentos e bebidas estão usando a stevia para criar produtos de excelente sabor com açúcares reduzidos e menos calorias totais.

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.