sábado, 20 abril, 2024
sábado, 20 abril, 2024

Ator e bailarino amazonense Patrício Terry participa do “Beija Sapo”, da MTV

Em

O ator, bailarino e produtor cultural amazonense Patrício Terry fez sua estreia na TV, participando do “Beija Sapo”, programa de namoro da MTV, patrocinado pelo Tinder. No programa, as princesas e príncipes devem beijar os sapos e pererecas em busca de seu parceiro ideal. O episódio com Terry nesta semana no canal.

O “Beija Sapo” foi um programa famoso entre 2005 e 2007, apresentado por Daniella Cicarelli. Na sua reedição, que está no ar aos domingos, conta com a apresentação da atriz Valentina Bandeira.

“Minha participação no programa foi bastante intrigante e muito engraçada, exatamente do jeito que eu sou”, diz Terry. “Devo admitir que, por causa do nervosismo, cometi algumas gafes, como trocar o nome da princesa em um momento crucial. Talvez isso tenha afetado um pouco minhas chances com ela”, se defende, sorrindo.

Mas, ele afirma que o programa conseguiu capturar a sua essência e que saiu reconhecido como “O Terrível”, fazendo trocadilho com o seu nome. “Teve muita risada e pérolas que são a minha cara”, define.

Competindo pela atenção da princesa, com base no carisma, personalidade e compatibilidade, o sapo Terry não foi o escolhido, mas foi enviado para a placa e teve a chance de atrair a atenção de outra pessoa. E deu match.

Terry faz questão de destacar que teve todo o apoio da produção, inclusive em um episódio de alergia, quando foi muito bem cuidado.

Reality – Entusiasmado com a participação no “Beija Sapo”, Terry, que é da equipe de produção da In Cena Casa, no Rio de Janeiro, agora sonha em participar de um (ou vários) reality show. “Me vejo participando de reality, seja de namoro ou de confinamento”, diz. “Esse é um perfil que eu abraçaria facilmente, pois me identifico muito com a energia desses programas”, afirma.

Ele reconhece que, além da diversão, a exposição em um programa de TV tem seus benefícios, pois traz visibilidade para o seu trabalho, incentiva as pessoas a pesquisar sobre o que ele faz. “Pretendo aproveitar ao máximo essa oportunidade para minha arte, seja atraindo olhares para convites em programas ou oportunidades de trabalho nas telas e nos palcos. Acredito que essa experiência pode ser uma porta para novos horizontes em minha carreira artística”, diz.

Amazonense de Manaus, Terry começou a vida artística como um hobby e chegou a fazer faculdade de arquitetura, mas foi totalmente conquistado e estudou dança no Liceu de Artes Cláudio Santoro, onde pode aprender diversos estilos, como jazz, balé e sapateado. “Esse lugar me proporcionou a oportunidade de pisar no palco do Teatro Amazonas. Para qualquer artista, ter a chance de se apresentar em um símbolo histórico como esse é um sonho”, diz.

Mais tarde ingressou no grupo de dança Gandhicats, pelo qual ganhou prêmios como o melhor grupo no Festival de Joinville e o primeiro lugar em 2019, além de outros títulos em competições regionais, nacionais e internacionais de dança, como o FIH2 (Festival Internacional de Hip-Hop).

O lado ator ele começou a desenvolver ainda na adolescência e, mais tarde, estudou no Rio de Janeiro, onde obteve a sua DRT. Por influência da amiga Marcella Bártholo, diretora artística da In Cena, ele fez uma mini turnê com o espetáculo “Kids – o Show” e voltou ao Rio de Janeiro para estudar teatro musical.

“Desde muito jovem desejei fazer a diferença no mundo, e trabalhar com cultura, que é a expressão mais rica da nossa humanidade, nossas crenças, nossa história e nossa diversidade. É algo que enche meu coração de orgulho”, conclui Terry, que tem planos para continuar aprimorando suas habilidades na dança, canto e atuação.

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.