quarta-feira, 29 maio, 2024
quarta-feira, 29 maio, 2024

Governador autoriza pagamento do ‘Guardiões da Floresta’ para 6,4 mil famílias

Em

O governador Wilson Lima autorizou a liberação de quase R$ 7,7 milhões para iniciar o pagamento a 6,4 mil famílias beneficiárias do “Guardiões da Floresta”, programa de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) do Governo do Amazonas. O benefício teve o valor reajustado em 100%, de R$ 50 para R$ 100, e agora alcança um número maior de famílias e maior cobertura de Unidades de Conservação do Estado.

Será paga a remuneração equivalente a um ano (12 parcelas) de uma só vez, totalizando R$ 1,2 mil para cada família contemplada. Os pagamentos, feitos em blocos, iniciaram na tarde de quinta-feira (10/08).

“Nós estamos pagando o Guardiões da Floresta para 6,4 mil famílias. É o maior programa por serviços ambientais do planeta e no nosso Governo nós aumentamos 100%. A gente está pagando os valores equivalentes aos últimos 12 meses de uma vez só para essas famílias. É o reconhecimento pelo trabalho que elas têm feito no sentido de proteger a nossa floresta”, destacou Wilson Lima.

Neste primeiro momento, a remuneração será liberada para os lotes 1, 2 e 4, contemplando moradores de 11 Unidades de Conservação Estaduais, sob gestão da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema).

Quanto ao pagamento das Unidades de Conservação pertencentes ao lote 3, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) – instituição selecionada em licitação para atuar como agência executora do Programa – já entregou as informações cadastrais das famílias. E a Sema analisa os dados para que a FAS prossiga com o pagamento previsto para o fim deste mês.

Guardiões da Floresta

O programa Guardiões da Floresta é uma reestruturação do antigo Bolsa Floresta, que agora passa a ser administrado com recursos do Governo do Amazonas e é considerado um dos maiores sistemas de Pagamentos por Serviços Ambientais (PSA) do mundo.

Na prática, populações tradicionais que assumirem o compromisso formal do desmatamento ilegal zero e a participação em atividades que promovam a conservação serão recompensadas financeiramente pelo serviço ambiental prestado. Serão contemplados ribeirinhos das Unidades de Conservação e pequenos agricultores que vivem ou usufruem do entorno das UC e assentamentos.

“O programa Guardiões da Floresta coloca-se como um programa que reconhece e remunera o esforço de conservação ambiental feito pelas comunidades. Agora, o pagamento será feito com recursos do tesouro estadual, com maior abrangência e mais pessoas contempladas, complementando a renda familiar e auxiliando na redução da pobreza nessas áreas de maior vulnerabilidade social”, ressaltou o secretário da Sema, Eduardo Taveira.

Unidades de Conservação contempladas:

Lote 1: Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Amanã, Cujubim, Mamirauá e Uacari, além das Reservas Extrativistas (Resex) Catuá-Ipixuna e do Rio Gregório.

Lote 2: Área de Proteção Ambiental (APA) Rio Negro Setor Aturiá/Apuauzinho, Floresta Canutama, Floresta Tapauá, Resex Canutama e as RDS Piagaçu-Purus, Puranga Conquista, Rio Negro e Uatumã.

Lote 3: Floresta Estadual de Maués, Floresta Estadual do Rio Urubu, RDS Amapá, RDS Canumã, RDS do Juma, RDS Igapó-Açu e RDS Rio Madeira.

Lote 4: Mosaico do Apuí (composto pela Floresta Estadual de Apuí, Floresta de Manicoré, Floresta de Aripuanã, Floresta do Sucunduri, RDS Aripuanã, RDS Bararati e Resex do Guariba).

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.