quarta-feira, 17 abril, 2024
quarta-feira, 17 abril, 2024

Hospital Sírio-Libanês recebe certificação Women on Board

Em

O Hospital Sírio-Libanês foi reconhecido com o selo de certificação do WOB, Women on Board, iniciativa sem fins lucrativos, apoiada pela ONU Mulheres, que reconhece a existência de ambientes corporativos com a presença de mulheres em conselhos de administração ou conselhos consultivos. O WOB visa demonstrar os benefícios desta diversidade ao mundo empresarial e à sociedade. Dos 12 membros do Conselho de Administração da instituição, 5 são mulheres.

Essa certificação é ainda mais relevante para a instituição neste ano que marca o centenário da Sociedade Beneficente de Senhoras Hospital Sírio-Libanês. “Em toda a nossa história, tivemos a liderança das mulheres como a força por trás das grandes conquistas alcançadas pelo hospital Sírio-Libanês. Ficamos muito honradas de receber esse reconhecimento que reforça nosso compromisso com a medicina de excelência e responsabilidade social”, afirma Denise Jafet, presidente do conselho de administração da Sociedade Beneficente de Senhoras Hospital Sírio-Libanês. O hospital Sírio-Libanês sempre foi pioneiro no seu olhar para a questão da diversidade, desde a criação do seu primeiro conselho de administração, em 2004, que já nasceu formado por quatro mulheres. “Esse reconhecimento fortalece nossa vanguarda e esforços dentro do hospital em fortalecer a equidade de gêneros dentro da instituição”, diz Denise.

O Women on Board nasceu de um grupo de mulheres que participa direta e indiretamente de conselhos de administração, motivadas por começar a medir o impacto prático da presença de mais mulheres ocupando esses espaços. De acordo com pesquisa do Insper, em parceria com a Talenses, as mulheres ocupam em média 19% dos cargos de liderança nas empresas brasileiras. Elas somam 26% das posições de diretoria, 23% de vice-presidência e 16% dos conselhos. “Temos hoje mais de 30% do conselho de administração formado por mulheres. Esperamos com esse reconhecimento reforçar esse movimento de inclusão e maior diversidade nos conselhos de administração no Brasil”, conclui Denise.

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.