terça-feira, 20 fevereiro, 2024
terça-feira, 20 fevereiro, 2024

Inscrições para o ‘Amazônia Criativa – 1º Fórum de Economia Criativa da Amazônia’ já estão abertas

Em

Entre os dias 11 e 17 de dezembro, Manaus vai sediar o “Amazônia Criativa – 1º Fórum de Economia Criativa da Amazônia”. Trata-se de um evento inédito no estado, que tem por objetivo fomentar o crescimento da Indústria Criativa na Amazônia Legal e promover a troca de conhecimentos entre os variados setores que compõem a Economia Criativa.

O Fórum será realizado durante cinco dias, das 9h às 17h, de segunda a sexta, na sede do Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), localizado na avenida Djalma Batista, 2453. A cada dia, serão apresentados três painéis que reunirão de dois a três especialistas em cada tema e um mediador, totalizando 15 painéis sobre diversos temas da Economia Criativa ao longo dos cinco dias.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas por meio do endereço eletrônico valendo.or.br/amazoniacriativa. A inscrição para cada painel tem a taxa de R$ 10, com estudantes sendo isentos de taxa e participando gratuitamente. Cada painel vale uma carga horária complementar de cinco horas para estudantes.

O montante arrecadado com a taxa de inscrição será doado em sua totalidade para o abrigo Moacyr Alves, bem como o cachê dos especialistas que participarão dos painéis, que concordaram em doar para o abrigo.

Cada painel será composto por uma hora e meia de exposição do tema por parte dos especialistas e meia hora de interação com o público. Entre os temas estão “Economia da Cultura”, “Gastronomia Amazônica”, “Financiamentos e Incentivos para Impulsionar a Economia Criativa”, “Ecoturismo e Economia Criativa”, “E-commerce na Amazônia”, “Startups Criativas”. “Economia Criativa como Diferencial Estratégico”, entre outros tópicos relevantes.

O fórum acontece em dois polos: o Polo Educação Criativa, de 11 a 15 de dezembro, das 8h às 18h,com a exposição dos painéis no Senac, e o Polo Economia da Cultura, no Casarão de Ideias, no Centro Histórico de Manaus, no dia 17 de dezembro, das 16h às 23h.

Painéis e especialistas

Entre os especialistas que farão parte dos painéis estão nomes reconhecidos como a economista e política Rebecca Garcia, que vai participar de painel sobre como estimular o empreendedorismo e desenvolver startups criativas na Amazônia.

O também economista José Benchimol, formado na universidade de Stanford e atual diretor comercial da empresa Fogás vai participar do painel “Financiamento e Incentivos à Economia Criativa: Criação de Mecanismos financeiros e incentivos para impulsionar os setores criativos na região”.

Um dos coordenadores do escritório do Ministério da Cultura em Manaus e servidor de carreira do Ministério do Desenvolvimento Indústria Comércio e Serviços, Marcelo Dias vai falar sobre “O papel da Economia Criativa como diferencial estratégico no setor de serviços e comércio”.

O produtor, gestor cultural e empresário Ewerton Almeida, que criou e geriu o Ponto de Cultura Batukada, na Praça 14, é um dos participantes do painel “Potencialidades da Economia Criativa no Amazonas: Identificação dos setores com maior potencial criativo e inovador na região”.

Criador e gestor do Centro Cultural Casarão de Ideias, professor-doutor da Universidade do Estado do Amazonas e coordenador da pós em Gestão e Produção Cultural, João Fernandes também participa do 1º Fórum de Economia Criativa da Amazônia explanando sobre os temas “Arte e Cultura Amazônica como Produto Criativo: Valorização e comercialização dos produtos culturais locais” e “Educação e Formação Profissional em Economia Criativa: Investimento na capacitação e formação de profissionais criativos na região”.

Para conferir a programação completa com painéis, datas, horários e especialistas participantes, acesse valendo.org.br/amazoniacriativa.

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.