domingo, 26 maio, 2024
domingo, 26 maio, 2024

Obras públicas devem utilizar mão de obra do ‘Trabalhando a Liberdade’

Em

Prefeitura de Manaus e o governo do Amazonas iniciaram nesta quinta-feira, 18/3, tratativas para uso da mão de obra do programa “Trabalhando a Liberdade” em obras municipais. A parceria entre a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) deve render ocupação aos apenados do sistema prisional.

A reunião, que ocorreu na sede da Seap, na Torquato Tapajós, zona Norte, contou com a presença do vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta; o secretário da Seap, coronel Vinícius Almeida; o titular da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), Sabá Reis; e o titular da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc), Renato Magalhães.

Os reeducandos deverão trabalhar na recuperação de canteiros da cidade, com serviços de paisagismo e reposição de meios-fios, na produção de blocos e peças de concreto, em serralheria e outros.

Para o vice-prefeito, a mão de obra carcerária é uma maneira de minimizar danos econômicos. “O cenário adverso em que vivemos por conta da pandemia e queda de arrecadação, de aproximadamente R$ 1 bilhão, nos leva a pensar em fazer parcerias para minimizar esses danos e prejuízos, sobretudo na questão da infraestrutura”, destaca. Ele ainda ressalta o benefício abrangente do convênio.

“A Seap tem uma mão de obra, hoje prisional, extremamente qualificada, preparada e treinada que pode ajudar a cidade de Manaus e a administração do prefeito David Almeida em várias frentes. Esse futuro convênio deverá ser aprofundado junto ao governador e vai beneficiar a todos, tanto a cidade de Manaus quanto a população”, ressaltou Marcos Rotta.

Durante o encontro, Vinícius Almeida fez um balanço das obras extramuros realizadas pelos internos ao longo dos últimos dois anos. “O Trabalhando a Liberdade surgiu em 2019 e hoje colhemos excelentes resultados. Temos mais de 1.200 apenados trabalhando e remindo suas penas, temos empresas de outros Estados adentrando no sistema prisional do Amazonas para gerar mais emprego, temos parcerias com outras secretarias estaduais e agora iniciamos essa conversa com a prefeitura. Só quem ganha é a sociedade, com menos um condenado voltando ao crime e com a economia gerada com o trabalho deles”, pontua.

Continuidade

Nesta sexta-feira, 19, o secretário Vinícius Almeida e o vice-prefeito Marcos Rotta farão uma visita conjunta ao Passeio do Mindu, no bairro Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul, para avaliar as melhorias necessárias, que deverão ser trabalhadas no local.

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.