quarta-feira, 29 maio, 2024
quarta-feira, 29 maio, 2024

Prefeitura de Manaus lamenta morte do artista Zezinho Corrêa

Em

A Prefeitura de Manaus lamenta profundamente a morte do artista amazonense Zezinho Corrêa, na manhã deste sábado, 6/2, em decorrência do agravamento da Covid-19. Com uma voz marcante, carisma e simpatia, Zezinho se consagrou internacionalmente na década de 90, junto com o grupo Carrapicho, cantando o hit “Tic Tic Tac”, eternizado em sua voz.

“O coronavírus calou hoje uma das principais vozes da nossa cultura. Aos familiares, amigos e fãs de Zezinho Corrêa, toda a nossa solidariedade. Que Deus seja o conforto nesse momento de dor. Com a sua partida, reforço a todos os manauaras o alerta: vamos nos proteger e cuidar de quem amamos. A pandemia ainda não passou. Que Deus abençoe a todos”, afirmou o prefeito de Manaus, David Almeida.

O vice-prefeito, Marcos Rotta, também lamentou a morte do cantor e afirmou que seu nome está marcado para sempre na história da cultura amazonense. “Esse vírus traiçoeiro silenciou uma grande voz do Amazonas, um artista que levou alegria, cultura regional e o nome do Estado para todo o Brasil e até rompeu as fronteiras nacionais, conquistando outros países. Seu nome para sempre estará marcado na história da cultura amazonense. Rogo a Deus, misericordioso, que dê entendimento e conforto no coração de familiares e amigos”, disse o vice-prefeito Marcos Rotta.

Zezinho Corrêa participou de todos os grandes eventos promovidos pela Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), ao longo nos últimos anos, como Boi Manaus, Passo a Paço, Carnaval, Festival Folclórico do Amazonas e Réveillon. O cantor também foi a “cara e voz” de Manaus na edição do Rock in Rio, em 2017. Sempre carismático, levava alegria aos fãs ao som do “Tic Tic Tac”, por onde passava.

O diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, também se solidariza com os familiares e amigos do artista e reconhece essa enorme perda para a cena cultural da capital.

“Zezinho nos deixa com saudades, mas com a certeza de que sua marca na cultura amazonense será eterna. Por meio do seu talento, seu carisma levou a música de Manaus ao mundo e, nós, como cidadãos amazonenses somos gratos a isso. Seu nome está gravado na história da Manauscult como um grande parceiro colaborador e incentivador da nossa cultura”, destacou Alonso.

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.