terça-feira, 28 maio, 2024
terça-feira, 28 maio, 2024

Sede da Semasc ganha iluminação especial para o Mês da Mulher

Em

Dentro da programação do “Março Lilás”, mais uma secretaria iluminou as suas dependências na cor lilás. A caixa d’água localizada dentro da sede da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), na avenida Ayrão, Centro, recebeu uma iluminação em alusão à campanha, que chama a atenção sobre a importância dos exames preventivos, em especial o do colo do útero, e também para o combate à violência contra a mulher.

“Nós fizemos esse ato público para, mais uma vez, chamar a atenção para este mês de luta, que não é só de combater o câncer do colo do útero, mas também de garantia dos direitos das mulheres. Eu costumo dizer que ser mulher, no mundo, ainda é muito difícil, mas continuamos lutando pela redução da discriminação e diversos outros direitos, principalmente sociais”, destacou a secretária da Semasc, Jane Mara Moraes.

Desde o dia 1º de março, a Subsecretaria de Políticas Afirmativas para Mulheres e Direitos Humanos realiza diversas atividades voltadas para as mulheres, como ação de cidadania na cozinha comunitária, da Colônia Oliveira Machado, zona Sul, divulgação de vídeos nas redes sociais com alternativas de renda em tempos de pandemia, entre outras iniciativas que serão desenvolvidas ao longo do mês.

“Estamos trabalhando atividades que levantam a autoestima das mulheres, com a proposta de garantir a elas uma complementação de renda neste período de pandemia, ofertando cursos de curta duração e obtenção de renda imediata. Também temos ações acontecendo nas cozinhas comunitárias, em parceria com o coletivo Desafio Jovem, onde a gente trabalha os temas de violência contra a mulher”, informou a subsecretária Graça Prola.

Subsecretaria

Responsável por formular e executar políticas e ações afirmativas voltadas para a prevenção, combate e enfrentamento à violência contra as mulheres, por meio da assistência social e jurídica, assim como o acompanhamento psicológico à mulher em situação de violência doméstica e familiar, a Subsecretaria de Políticas Afirmativas para Mulheres e Direitos Humanos, também busca promover a emancipação feminina, por meio da realização de cursos de qualificação, voltados à geração de renda e o empreendedorismo, procedimentos necessários para viabilizar a superação das violências sofridas.

Este ano, considerando a situação de risco ocasionado pela pandemia do novo coronavírus, o Centro de Referência dos Direitos da Mulher (CRDM), da Semasc, desenvolveu suas atividades de maneira remota e realizou a busca ativa, via contato telefônico, a 105 mulheres, além de 37 visitas domiciliares a mulheres vítimas de violência doméstica, que já haviam sido atendidas e acompanhadas pela unidade.

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.