domingo, 26 maio, 2024
domingo, 26 maio, 2024

Sintomas gastrointestinais estão presentes em pacientes com Covid

Em

Já é bastante estabelecido que os pacientes infectados pela Covid-19 apresentem sinais e sintomas respiratórios como dispneia e insuficiência respiratória, além de quadro febril. Porém, com o decorrer do tempo e novos casos surgindo, ficou aparente que alguns outros sintomas extrapulmonares também podem advir da infecção pelo novo coronavírus, como os sintomas gastrointestinais. Alguns pacientes vêm apresentando quadros como diarreia, anorexia e vômitos na fase inicial da doença. Quem explica é o médico cirurgião do aparelho digestivo Dr. Tarick Leite.

A Covid-19 pode afetar o sistema digestório?

Sim, pode afetar o sistema digestório. Existem várias teorias para explicar a presença de sintomas gastrointestinais em pacientes com Covid-19: dano indireto pela resposta inflamatória sistêmica; dano direto aos enterócitos; alteração de microbiota intestinal pela infecção viral; e alteração no sistema imune das mucosas. O relato dos sintomas gastrointestinais é tão importante quanto os sintomas respiratórios, isso porque se os médicos monitorarem apenas os sintomas respiratórios para estabelecer definições de caso para COVID-19, eles podem perder casos que se apresentam inicialmente com sintomas extrapulmonares ou a doença pode não ser diagnosticada posteriormente até que os sintomas respiratórios apareçam, e, portanto, os pacientes podem não receber o diagnóstico e o tratamento adequado para o Covid-19.

Distúrbios digestivos como o refluxo gastro-esofágico e a síndrome de Barret podem estar associados a um risco aumentado de morte por Covid-19?

que se sabe é que existe um gene chamado ACE2 (da sigla em inglês: angiotensin-converting enzyme 2), responsável por codificar a proteína à qual o novo coronavírus se liga para entrar nas células humanas. No esôfago de Barret existe um aumento na expressão do Gene ACE2 e também alterações na regulação do pH intracelular. Apesar desse estudo não estar concluído, tem-se observado que quanto mais ácido o pH esofágico maior é expressão do Gene ACE2 e também maior é a carga viral.

Como uma doença, um vírus, que afeta o nosso sistema respiratório, pode também afetar o digestivo?

Existem muitas razões pelas quais o COVID-19 pode causar sintomas digestivos. Ele pode invadir o corpo humano ligando-se ao Gene ACE2, que causa lesão no tecido hepático pela regulação positiva da expressão do ACE2 no tecido hepático causado pela proliferação compensatória de hepatócitos derivados de células epiteliais do ducto biliar. Ele danifica indiretamente ou diretamente o sistema digestivo por meio de uma resposta inflamatória. A reação em cadeia de fatores inflamatórios e viremia pode causar lesões no sistema digestivo. Os vírus enterohepáticos podem danificar diretamente a mucosa intestinal e causar sintomas digestivos. Por último, a flora intestinal é colonizada no intestino humano e seu número é surpreendente e diversificado. O próprio vírus pode causar distúrbios da flora intestinal, o que pode resultar em sintomas digestivos.

Por que a Covid-19 pode causar doença do refluxo? Isso poderia ser considerado um sintoma?

A Covid-19 não causa refluxo e isso tem que estar bem claro a todos. O que acontece na realidade é que a “ansiedade” provocada pela pandemia provoca uma descarga adrenérgica (de adrenalina) tão grande que o organismo passa a produzir uma quantidade excessiva de ácido no estômago e esse excesso pode provocar o surgimento do refluxo gastro-esofágico. Então, o refluxo não seria mais um sintoma da Covid-19, seria uma consequência.


O médico especialista Dr. Tarick Leite é cirurgião do aparelho digestivo
Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.