sábado, 20 abril, 2024
sábado, 20 abril, 2024

Wilson Lima destaca rigor no combate às queimadas e reforço em ações para minimizar impacto da estiagem

Em

O governador Wilson Lima afirmou, nesta segunda-feira (2/10), que o Governo do Estado tem atuado com rigor diante da forte estiagem e, principalmente, no combate às queimadas ilegais, que já alcança R$ 17 milhões em multas nas regiões sul e metropolitana de Manaus, segundo o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam). A declaração foi feita durante visita ao Centro de Monitoramento Ambiental e Áreas Protegidas do órgão estadual.

“Com relação a essa questão das queimadas, não tem outro jeito, quem estiver dentro da ilegalidade será punido. A gente já aplicou algo em torno de R$ 17 milhões em multas. A gente acompanha aqui em tempo real o que acontece principalmente no sul do Amazonas e aqui na região metropolitana“, afirmou Wilson Lima.

Na última sexta-feira (29/09), o governador Wilson Lima decretou situação de emergência no Amazonas devido à seca severa e instituiu o Comitê Intersetorial de Enfrentamento à Situação de Emergência Ambiental para reforçar as estratégias do Governo do Amazonas para levar ajuda humanitária e outras ações às famílias.

Wilson Lima destacou que o Amazonas intensificou, com o apoio da Marinha do Brasil, as ações de combate aos focos de queimadas na região metropolitana de Manaus, com o auxílio de um helicóptero e equipamento “bambi bucket” capaz de despejar cerca de 300 litros de água em cada sobrevoo. Um outro helicóptero com o mesmo equipamento está vindo do Mato Grosso do Sul.

O governador anunciou o lançamento do aplicativo Cota Rio, desenvolvido pela Defesa Civil do Amazonas, para fazer um monitoramento contínuo dos níveis dos rios no estado, além de previsão do tempo e alertas emitidos pelo órgão. A ferramenta já está disponível para o sistema Android e opera de maneira off-line, com registros feitos em qualquer ponto, mesmo sem acesso à internet.

Participaram do encontro os secretários de Meio Ambiente, Eduardo Taveira; de Segurança Pública, cel. Vinícius Almeida; o secretário executivo de Defesa Civil do Amazonas, cel. Francisco Máximo; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas, cel. Orleiso Muniz; e o diretor-presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Juliano Valente.

Em números

Segundo levantamento da Defesa Civil do Amazonas, até o início da tarde desta segunda-feira, 21 municípios do estado estão em situação de emergência; 37 estão em alerta; e dois em atenção. A previsão é que, devido a influência do fenômeno El Niño, a estiagem venha a afetar mais de 50 municípios e 500 mil pessoas.

Em todo mês de setembro, foram detectados 6.991 focos de calor no Amazonas, uma redução de quase 20% em comparação a 2022, quando foram detectados 8.659 no mesmo período. O Corpo de Bombeiros do Amazonas atua em 21 municípios, com quase 1,5 mil incêndios combatidos (de 12/7 a 1º/10) na capital e interior, por meio de operações como a Aceiro (no sul do estado) e Céu Limpo (na região metropolitana).

FOTOS:  Alex Pazuello / Secom

Operação Beruri

O governador Wilson Lima também destacou o trabalho da força-tarefa montada pelo Governo do Amazonas para atender moradores da comunidade do Arumã, em Beruri (a 173 quilômetros de Manaus), após um desbarrancamento ocorrido na noite de sábado (30/09), atingindo 45 residências e deixando outras 30 em situação de risco, afetando 300 pessoas, aproximadamente, segundo a Defesa Civil. Cerca de 30 profissionais de órgãos do Estado seguiram para a localidade.

Wilson Lima falou sobre o reforço no envio de ajuda humanitária. O Governo do Amazonas irá entregar 150 cestas básicas, 150 kits de higiene pessoal, 100 garrafões de água de 20 litros e 180 frangos aos moradores, adquiridos com apoio do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa), do Ministério do Meio Ambiente e Mudança Climática.

Compartilhar
Tags

Mais lidas

Recentes

Veja Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.